Enquanto os processos de uma companhia são o que ela é, uma organização é aquilo que ela faz. Nesse contexto, as empresas que não conhecem o caminho que devem percorrer para alcançar seu objetivo final, não fornecerão o produto ou serviço com a qualidade que a mesma almeja.

Gestão de processos é essencial para a sustentabilidade interna de qualquer empresa.

Por este motivo, é de fundamental importância que, assim como um propósito bem definido, o percurso para tal seja tão bem definido quanto.

Seguindo com base nesse raciocínio, pode-se concluir que uma gestão de processos é essencial para a sustentabilidade interna de qualquer empresa. E mesmo tão importante, muitos empresários ainda desconhecem seus processos, o que leva a perdas, falta de produtividade, e, muitas vezes, ao encerramento das atividades.

Mas por que tantos empresários não aplicam tal gestão em suas organizações? Isso se dá pois muitas vezes pequenos e microempresários não possuem informações ou o conhecimento necessário para tal.

E o que é ter uma gestão de processos bem definida? Bom, a organização deve passar por uma análise, onde todos os processos serão definidos, padronizados e checados através de indicadores de qualidade e produtividade em macro e microetapas. Tal processo é complicado e demorado, contudo, os benefícios são recompensadores.

E, através desse mapeamento de atividades, chegamos a mais uma pergunta, e se meus processos forem bem definidos, mas a empresa ainda não está indo bem?

Aí que entram os indicadores de cada processo. Com eles é possível identificar onde exatamente está o problema interno da empresa, e então é feita uma análise deste, para descobrir suas causas fundamentais e, assim, elaborar um plano de ação para que não exista mais este gargalo e o processo funcione como deveria.